Site lista regras sobre sexo na concentração das seleções

Posted on 6/21/2014 by UNITED PHOTO PRESS MAGAZINE


Na selação brasileira, o sexo só não é liberado na noite antes dos jogos; já para jogadores do México, Rússia, Chile e Bósnia a diversão é proibida.

Durante a Copa do Mundo os jogadores enfrentam uma pressão imensa dentro de campo, mas a performance deles fora dos gramados também é observada de perto e comandada pela comissão técnica. O motivo é a controversa concentração e as regras que cada país aplica aos jogadores em relação ao sexo durante a competição. Os jogadores da Rússia, por exemplo, são ordenados a ficarem em total abstinência, enquanto os jogadores brasileiros têm permissão para transar o quanto quiserem menos na noite antes de jogos e desde que não abusem das "acrobacias" para evitar possíveis lesões. A lista pulicada pelo Daily Mail é uma repordução de um levantamento feito pelo site Quartz.

Assim como entre os russos, nas seleções do México, do Chile e da Bósnia, a regra é clara: o sexo é banido para evitar distrações. O técnico da Bósnia, Safet Susic, inclusive já comentou sobre a restrição com seus atletas. "Não haverá sexo no Brasil. Eles podem encontrar outra solução, podem até se masturbar se quiserem. Não quero saber o que os outros técnicos fazem, mas ir à Copa não é uma viagem de férias, eles vão disputar o campeonato mais importante do mundo", afirmou em abril durante entrevista.

Bem longe desta realidade, estão Estados Unidos e Inglaterra, seleções que não têm nenhum tipo de regra em relação ao que acontece no quarto dos jogadores. Entre os americanos é permitido visitas regulares, caso do jogador Clint Dempsey, que trouxe o esposa Bethany, mãe de seus três filhos, para o Brasil. 

Esta política também beneficiou o craque inglês Wayne Rooney que teve a chance se consolar nos braços da mulher Coleen - que está hospedada no Rio de Janeiro com os filhos - quando a seleção inglesa foi derrotada pela Itália. Na verdade, as mulheres e namoradas dos jogadores ingleses Frank Lampard, Adam Lallana, Steven Gerrard e Joe Hart estão todas no Brasil para apoiar os maridos durante o mundial.

Os jogadores das seleções da Alemanha, Austrália, Itália, Holanda, Uruguai e Suíça também têm autorização para uma noite animada em seus quartos se quiserem. 

Já para os atletas da Nigéria, há uma pequena complicação: só as esposas são permitidas nos quartos. Namoradas e affairs estão proibidas de entrar na concentração.

Uma postura parecida é aplicada na delegação da França. Eles são autorizados a se divertirem depois do jogo, mas têm a frequência e o tempo controlados. Um médico que trabalhava com a equipe contou que mesmo o sexo sendo "relaxante" para os jogadores, não deve ser uma atividade para a noite inteira.

Outros países como Japão, Argélia, Bélgica, Grécia e Portugal não têm regras claras sobre a intimidade dos jogadores na concentração. Já a Coreia do Sul preferiu não divulgar quais são as diretrizes e nem disseram se elas existam.Entre os espanhóis, sexo só não é permitido na noite antes dos jogos, assim como na seleção brasileira. Mas, mesmo com a liberação, a cantora Shakira disse que virá ao Brasil, mas ficará longe do marido Gerard Piqué para não distraí-lo. "Sobre as "atividades extracurriculares", precisamos respeitar a concentração para não tornar uma distração", disse em entrevista à Fox News Latino. E, completou: "há quatro anos, na Copa da África do Sul, ele me disse que venceria a competição para podermos nos ver na final e ele ganhou", disse. Desta vez, parece que a abstinência não foi positiva, já que a Espanha amargurou duas derrotas na primeira fase, para Chile e Holanda, e já está eliminada da Copa.

O assunto é polêmico entre as seleções já que muito se especula sobre os efeitos positivos e negativos do sexo durante uma competição longa. No entanto, estudos mostraram que transar antes de jogos não tem efeitos negativos na força e disposição dos atletas em campo.

Em 2012, o médico Juan Carlos Medina, integrante da comissão técnica do México, disse que os "jogadores se beneficiam com um pouco de diversão antes de um grande jogo". "Até o Pelé confessou que nunca suspendeu o sexo com sua mulher antes dos jogos. Ou seja, essa história de que o sexo ajuda a relaxar só pode ser verdade", afirmou.