Mulheres, o sexo forte !

Posted on 3/08/2014 by UNITED PHOTO PRESS MAGAZINE


As homenagens foram visíveis em todos os lugares. A partir de hoje, desde muito cedo, em locais como escolas, repartições públicas, empresas, instituições financeiras, Correios, etc. Algumas mais efusivas e animadas, como na Assembleia Legislativa de Goiás, outras, tímidas e contidas, como no CEP em Artes Basileu França/Veiga Valle.

Nas ruas, se as chuvas torrenciais de Março permitirem certamente distribuir-se-ão rosas e flores. Homenagens que são justas e merecidas. Louva-se à mulher guerreira, competente, presente em todos os momentos da vida.

De Helena de Tróia às lavadeiras do Rio Vermelho em Goiás, De Madre Teresa De Calcutá à Tereza Batista, de Jorge Amado, tão cansada de guerra, todas, cada uma traz histórias de vida. Sejam histórias alegres, de esperança, ou mesmo de dores. E sempre acreditam na força e na coragem que trazem dentro de si. Estão ou ficaram sozinhas? Então, enfrentam o que preciso for. Não fraquejam e não se entregam. Lutam e dão conta. Para talvez, em um fim de dia, sentar-se diante de um aparelho de TV e poder por breves momentos, buscar nas historias e romances, sonhos e devaneios, amores contidos que não aconteceram e permanecem nos recônditos da alma e do coração.

O hitMulher – Sexo frágil, sucesso dos anos 1980, composição de Erasmo Carlos, foi talvez uma das primeiras manifestações sérias que ouvi, onde se reconhece a força e a capacidade da mulher, guerreira e corajosa em sua essência e portadora da vida. Erasmo Carlos foi muito feliz e está coberto de razão ao afirmar: “dizem que a mulher é o sexo frágil, mas que mentira absurda...”.

De rainha do lar, dona de tudo, mãe amorosa, esposa dedicada e capaz de fazer um homem feliz, à mulher que por mérito ocupou espaços. É hoje realmente a dona de tudo, comanda nações, instituições, escolas de samba e muito mais.Mantém prerrogativas muito exclusivas. A mulher é ainda aquela mãe, cuidadosa e zelosa de sua família, seus filhos, sua casa, não obstante a rotina massacrante de um dia inteiro – ou uma noite- de trabalho, quase sempre acrescentado pelo stress do difícil e quase invencível transito cotidiano.

E as mulheres que são muito mais fortes e aguerridas que os homens, com garra e coragem, felizmente não resistem a uma rosa, uma flor, um buquê. Melhor se for acompanhado de ternas e carinhosas palavras,de um poema, por mais singelo que seja. Com isso, retribuem e encantam com um sorriso especial, um brilho único no olhar.

Portanto, no dia da mulher, que se valorize e encante pessoa da mulher que sempre está ao lado do homem. 

Encante, cante, rememore momentos felizes e divertidos e acima de tudo, reconheça o brilho da estrela que está ao seu lado sempre,no mesmo caminho.

Parabéns pelo seu dia, mulheres guerreiras! Obrigado pela doçura e suavidade com que nos brindam sempre.

Afinal, para nossa felicidade, todos os dias, é o Dia da Mulher!