"Sexo selvagem só funciona no cinema", diz Mariana Santos

Posted on 8/09/2013 by UNITED PHOTO PRESS MAGAZINE

Comediante Mariana Santos
A comediante Mariana Santos, conhecida dos telespectadores por seus vários quadros no Zorra Total, vai ser fixa da bancada da próxima temporada do programa Amor & Sexo, cujas gravações começam em setembro. "O convite surgiu porque deu muito certo na última temporada. Não sei como será e tenho medo de falar besteira, mas acho que eles vão manter o mesmo formato", diz Mariana, que adora falar de sexo com humor e tornar o assunto mais leve. "O tema sexo ainda tem muito tabu e desde a escola sempre adorei falar sobre o assunto. Tenho curiosidade e pergunto até aos homens sobre o tamanho dos seus 'instrumentos'. 

Os mais velhos ficam chocados", afirma ela, que viu sua vida virar do avesso depois da sua declaração no Programa do Jô, em que disse já ter frequentado festas fetichistas. "Muita gente veio me dizer que não sabia que eu era tão louca. Como assim? Que hipocrisia. Frequentei algumas vezes porque eram feitas por amigos, mas nunca participei. As pessoas da festa tinham idolatria por pés, mas acho pés sem graça, mas não vou rir do prazer alheio. Vou querer conhecer e entender", diz ela, confessando que nunca fez 'loucuras' entre quatro paredes.

"Não faria muita coisa no sexo. Sou normal gente, tenho um namorado que eu amo", diz Mariana, dando a dica de que sexo não depende de amor. "Você pode fazer um bom sexo sem amor e poucas mulheres sabem diferenciar. Não precisa ter amor, mas sem tesão não se faz nada. Amor com sexo é a perfeição de Deus, mas se você não está amando, um amigo é tudo de bom", afirma a loura, colocando por água abaixo o imaginário da mulherada que se derrete por uma cena tórrida de filme. "Sexo selvagem só funciona em cinema. A mulher não pode ter prazer sendo jogada na mesa, sem preliminares. A mulher tem outro timing". 

Mariana está namorando há um ano na ponte-aérea Rio - São Paulo. "Estou apaixonadíssima mesmo namorando à distância, mas a gente sempre encontra um jeito de viajar. Nunca pensei que daria certo, mas não temos ciúmes e somos bem resolvidos", diz ela. Teria uma relação aberta? "Nunca tive, mas nunca fui fechada nesse sentido. Depende de muita coisa. As pessoas estão preocupadas com a traição, mas eu penso que a gente tem que viver o dia a dia e não colocar os problemas em cima da relação", diz Santos, que sempre tentou fugir do rótulo 'gostosa do humor'. "Quem disse que tem que ser feia para ser engraçada? Não pode ser normal para fazer humor? Se tem um corpo legal e veio bonitinha ao mundo temos que aproveitar isso". Mariana também continua com a peça Atreva-se, com direção de Jô Soares, rodando pelo país e prepara um monólogo para breve.